7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo

7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo

Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo da UFMS abriu Chamada de Trabalhos para o 7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo. O evento acontece entre os dias  5 e 7 de outubro, no auditório do Bloco MultiUso na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O 7º Congresso de Ciberjornalismo terá a participação do jornalista, pesquisador e professor da

Prof. Dr. John Pavlik

Prof. Dr. John Pavlik

Universidade de New Jersey (EUA), Rutgers Escola de Comunicação e Informação, John Pavlik, considerado referência internacional na pesquisa em ciberjornalismo. Pavlik é autor do livro “O jornalismo e os novos meios de comunicação”, entre outros, publicado em 2001 pela Universidade de Columbia que se tornou uma referência internacional, um completo e importante guia para entender os novos meios e como utilizar no jornalismo.

O prefácio do livro, escrito pelo coordenador do Prêmio Pulitzer e professor de jornalismo internacional da Universidade de Columbia, Seymour Topping destaca que “depois de explorar as possibilidades do jornalismo contextualizado, que emprega novas capacidades digitais em vídeo e áudio, o professor Pavlik sustente de modo convincente que se trata de técnicas que dão a oportunidade de praticar um jornalismo melhor, que faz crescer a confiança do público nos meios de comunicação”.

Prof. Dr. Koldo Messo

Prof. Dr. Koldo Messo

Ciberjor 2016 também terá a participação como conferencista do pesquisador e professor da Universidade do País Basco e um do pioneiros nos estudos de ciberjornalismo na Espana, Koldo Meso que também coordena o principal congresso de ciberjornalismo da Espanha, o Congresso de Jornalismo e Web 2.0 realizado em Bilbao há quase 10 anos. O professor Koldo Meso pesquisa é doutor em Ciências da Informação pela Universidade do País Basco (Espanha), professor titular da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação, suas linhas principais de pesquisa são as novas tecnologias e o ciberjornalismo. Em 2015 publicou o livro “As audiências ativas e jornalismo. Análise de qualidade e regulação dos conteúdos gerados por usuários” (Active Audiences and Journalism. Analysis of the quality and regulation of the user generated contents).

O 7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo terá a participação de pesquisadores brasileiros de referência no desenvolvimento do Ciberjornalismo como o professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUC-RS, Eduardo Pellanda que realizou pesquisa de pós-doutoramento no Instituto Massachusetts de Tecnologia, MIT. O Congresso de Ciberjornalismo de 2016 se consolida como evento de caráter internacional. Essa denominação é decorrente da participação de pesquisadores e profissionais de outros países nas edições anteriores e confirmada na edição deste ano.

As inscrições de trabalhos de pesquisa para os Grupos de Trabalho (GTs) podem ser realizadas até o dia 20 de agosto, por meio do portal da internet do CIBERJOR-UFMS, no endereço www.ciberjor.ufms.br/ciberjor7/, ou diretamente pelo formulário disponível em http://www.ciberjor.ufms.br/ciberjor7/chamada-de-trabalhos-call-for-papers/

Informações no Facebook pelo endereço https://www.facebook.com/events/264842133894587/ e também https://www.facebook.com/CiberjorUFMS/

Confira o Regulamento da Chamada de Trabalhos e o formato para envio das propostas:

Chamada de trabalhos – Call for Papers

O Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo – CIBERJOR-UFMS abre a Chamada de Trabalhos para o 7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo com o tema “Ciberjornalismo e Modelos de Produção: appificação e desafio glocal”, por meio de RESUMO. Poderão inscrever trabalhos no Congresso professores e acadêmicos da área de Comunicação ou afins, que tenham pesquisa relacionada ao tema do evento, tanto da graduação (com orientador) quanto da pós-graduação para a modalidade de Comunicação Oral.

São temas de interesse do Simpósio:

– Cibercultura e Mídia;
– Rotinas produtivas na Era digital;
– Estudos de Ciberjornalismo e Mídias Sociais;
– Interatividade, Novas Narrativas e Convergência;
– Jornalismo e mídias móveis;
– Ensino de Ciberjornalismo;
– Ciberjornalismo e Cibercultura;

Os Resumos devem ser postados no formulário (link abaixo) até o dia 20 de agosto.

LINK PARA FORMULÁRIO

Os aceites serão divulgados até o dia 30 de agosto. Se aprovados pela comissão, os trabalhos completos (artigos) devem ser enviados para publicação em anais na data limite de 24 de setembro.

– Os trabalhos devem ter como foco um dos temas do Simpósio ou abordarem o Ciberjornalismo.

– Cada participante poderá fazer a inscrição como autor(a) ou como co-autor(a), sendo limitado a um trabalho como autor e sem limites para co-autoria.

– Os resumos devem ser enviados exclusivamente por meio do formulário de submissão.·.

– O(s) autor(es) deve (m) se atentar impreterivelmente para os prazos e enviar o artigo completo até a data limite e na formatação exigida (no papel timbrado e em pdf) para que seja publicado nos Anais. Ver item formatação dos artigos completos.

– O trabalho só será publicado nos Anais se for apresentado oralmente no Simpósio pelo autor e ou co-autor.

– O 7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo não cobre quaisquer despesas dos participantes, independente da aprovação de trabalho.

FORMATAÇÃO DOS ARTIGOS COMPLETOS:

Utilizar este TEMPLATE  e de acordo com a formatação orientada abaixo:

  • O trabalho deve ser enviado no modelo anexo, no devido papel timbrado do Congresso e em arquivo formato .doc ou .docx.
  • O trabalho deve ter entre 20 mil a 25 mil caracteres (com espaço) incluídas as referências bibliográficas e notas de rodapé.
  • A primeira página deve conter: o título do trabalho, abaixo do cabeçalho, fonte Arial, corpo 16, negrito, espaço entrelinhas simples (1,0), centralizado; nome do(a) autor(a) ou dos(as) co-autores(as), abaixo do título, em Arial, corpo 12, negrito, alinhado junto à margem direita da página. A partir do nome será aberta uma nota de rodapé, na primeira página, na qual será exposto um breve currículo dos autores: no máximo, cinco linhas por autor(a) ou co-autor(a), em Arial, corpo 10, entrelinhas simples (1,0), justificado.
  • Resumo: abaixo do nome do(a) autor(a) ou dos(as) co-autores(as), máximo de 15 linhas em Arial, corpo 12, alinhado nas margens esquerda e direita (justificado); com espaço entrelinhas simples (1,0). Seguido das palavras-chave: de três a cinco, separadas por ponto, em Arial, corpo 12, alinhado à esquerda.
  • Corpo do texto: virá a partir da segunda página, na fonte Arial, corpo 12, entrelinhas 1,5, alinhado nas margens esquerda e direita (justificado);
  • Subtítulos (ou títulos de capítulos e seções): Arial, corpo 12, em negrito, alinhados junto à margem esquerda, com uma linha de espaço antes e depois;
  • Referências Bibliográficas: mesma formatação do corpo do texto e seguindo as demais normas da ABNT.

 

APRESENTAÇÃO DO TRABALHO NO GT:

a) O trabalho só poderá ser apresentado (em qualquer hipótese) pelo(a) seu/sua respectivo(a) autor(a), admitindo-se a apresentação coletiva no caso de trabalho produzido em co-autoria;

b) Terá direito à apresentação do trabalho nos GTs somente o(a) autor(a) que, além de cumprir as demais normas desta Chamada de Trabalhos, efetuar o pagamento da taxa de inscrição.

c) Cada trabalho terá de dez a quinze minutos de apresentação e mais cinco minutos de discussão com a audiência.

d) O participante só terá direito ao certificado se ficar até o final das apresentações do seu GT.