Seminário de Ciberjornalismo terá participação de Rosental Calmon Alves

O 2º Seminário de Ciberjornalismo de Mato Grosso do Sul terá a participação do jornalista, professor e pesquisador da Universidade do Texas, Rosental Calmon Alves, que também coordena do Centro Knight de Jornalismo para as Américas. O professor Rosental Alves fará uma video-conferência sobre o tema do evento “A convergência de redações na era da internet”.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, da Universidade do Texas em Austin, foi criado em agosto de 2002 como um programa de extensão para treinamento profissional de jornalistas na América Latina e no Caribe. O principal objetivo do centro é ajudar jornalistas a desenvolver programas de treinamento auto-sustentáveis que aumentarão os níveis ético e profissional do jornalismo, contribuindo assim para o aprimoramento da liberdade de imprensa e da democracia no hemisfério.

O Seminário de Ciberjornalismo é realizado pela segunda vez, a primeira foi em 2008, pelo Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo da UFMS, grupo certificado pelo CNPq. Em 2008, o CIBERJOR-UFMS, como é conhecido o Grupo, trouxe o coordenador do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Online da Universidade Federal da Bahia, professor Marcos Palácios, um dos pioneiros na pesquisa sobre jornalismo na internet no Brasil. O Seminário de 2008 foi um evento para marcar o início das atividade do CIBERJOR.

O 2º Seminário de Ciberjornalismo de Mato Grosso do Sul terá palestras, oficinas e mini-cursos. A pesquisadora do CIBERJOR-UFMS, professora Thaísa Bueno destacou que Mato Grosso do Sul, em 2009, comemorou 10 anos de ciberjornalismo, lembrou que o CIBERJOR-UFMS organizou um livro sobre o tema, que será lançado durante o 8º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo – SBPJor, que acontece em São Luiz, no Maranhão, entre os dias 8 e 10 de novembro deste ano.

O evento tem como tema “A convergência das redações na era da internet”, terá como conferencistas o professor da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e ex-presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo – SBPjor, Dr. Elias Machado e da professora da USP e mestra em comunicação, Daniela Bertocchi.

Rosental Calmon Alves
Rosental Calmon Alves começou sua carreira de jornalista em 1968, aos 16 anos. E iniciou sua carreira de professor de jornalismo em 1973, aos 21. Desde 1996, é professor de jornalismo na Universidade do Texas em Austin, onde ocupa a cobiçada Catedra John S. and James L. Knight em Jornalismo. Só existem 16 cátedras desse tipo, criadas nas melhores faculdades de jornalismo dos Estados Unidos com a finalidade de atrair jornalistas profissionais para a academia. Rosental era editor executivo do Jornal do Brasil quando viu o anúncio classificado da revista The Economist que o levaria a Austin, depois de concorrer com outros 200 candidatos àquela cátedra.

Durante 23 anos, ele trabalhou como repórter, redator, editor e diretor do JB, incluindo uma passagem pela Rádio Jornal do Brasil, nos anos 70. Por mais de uma década, foi correspondente internacional do JB, com sede em Madri, Buenos Aires (duas vezes), Cidade do México e Washington. Durante esse período no exterior, foi sempre um repórter itinerante, um bombeiro que corria para os freqüentes incêndios na América Latina: crises, rebeliões, golpes militares, revoluçoes, guerras e terremotos.

Na direçao do JB, Rosental criou o primeiro serviço no Brasil de notícias financeiras em tempo real, via computador, o Sistema Instantâneo de Noticias, da Agência JB, em 1991. Em 1995, dirigiu o lancamento da primeira ediçao de Internet de um jornal ]brasileiro: o JB Online.

No Texas, Rosental se dedica a três áreas de ensino e pesquisa: reportagem internacional, enfatizando o trabalho dos
correspondentes estrangeiros; jornalismo na América Latina, com ênfase na luta pela liberdade de imprensa no hemisfério; e jornalismo online, explorando a criaçao de um novo gênero do jornalismo desde a popularizaçao da Web. Alem de professor, é consultor de jornais, dá conferências e workshops em vários países e faz parte da diretoria de várias organizaçoes internacionais dedicadas ao jornalismo. Entre elas, o Prêmio Maria Moors Cabot da Universidade de Columbia, o Consórcio
Internacional de Jornalistas Investigativos, o Centro Latino Americano de Jornalismo, a Fundaçao para um Novo Jornalismo Ibero-Americano e o Instituto de Mídia e Paz da Universidade das Nações Unidas.

Author: Martins

Share This Post On