Oficina traz ferramentas para assessoria de imprensa na plataforma Web 2.0

O professor Rodrigo Botelho acredita que explorar o potencial das redes é um grande desafio para o assessor de imprensa

A oficina “Assessoria de Imprensa 2.0”, ministrada pelo professor Rodrigo Botelho, do Departamento de Ciência e Gestão da Informação da Universidade Federal do Paraná (UFPR), durante o segundo dia do 8º Congresso Internacional de Ciberjornalismo, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), explorou as características e ferramentas imprescindíveis ao assessor de imprensa em uma plataforma Web 2.0.

Além disso, foi discutido o potencial e a contribuição que a internet tem como plataforma para essa área específica do jornalismo, responsável pelo fortalecimento de uma instituição e difusão de informações.

Para Botelho, os cibermeios têm um alto potencial criativo e os profissionais precisam dominar esse novo terreno para produção de diferentes narrativas. “Não se trata só de enviar release, de administrar a ferramenta do mailing, de fazer atendimento de demanda de imprensa, se trata de explorar um potencial dos cibermeios”.

O professor ainda afirmou que muitos profissionais estão acostumados com o modelo tradicional de pensar o jornalismo, a partir da lógica da notícia. “Nem sempre, nos cibermeios, esses moldes têm espaço. O que tem espaço é o novo, as novas formas de pensar e traduzir a realidade. Então, o objetivo é pensar ‘fora da caixa’ e explorar o potencial das redes, que é um desafio bastante grande”.

Além da oficina ministrada no Laboratório de Redação do Curso de Jornalismo da UFMS, Botelho participou da sessão de lançamento de livros, na qual apresentou o livro “Pensar em Rede: Pesquisa Aplicada em Jornalismo e Tecnologias Digital”, organizado conjuntamente com os professores Marcelo Ruschel Träsel, Raquel Ritter Longhi e Walter Teixeira Lima Junior.

Em 2015, o professor da UFPR esteve no 6º Simpósio Internacional de Ciberjornalismo e ministrou a oficina “Sistema de Publicação em Cibermeio”.

Por Lucas Castro (Comissão Ciberjor)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *