Comunicações Coordenadas


Comunicações Coordenadas aceitas para o
13o Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo
Comunicações Coordenadas – SBPJor 2015

Pesquisa em Telejornalismo
PROPONENTE: Fabiana Piccinin

TRABALHOS:

– Metodologias de Pesquisa em Telejornalismo.
Cárlida Emerim, Cristiane Finger e Beatriz Cavenaghi

– Das narrativas de real e suas autenticações na hipertelevisão: Notas sobre os programas O mundo segundo os brasileiros e Não conta lá em casa.
Fabiana Piccinin, Ananda Etges e Natany Borges

– Análise do Discurso: perspectivas para o discurso verbal, de sinais e imagético em telejornais voltados à acessibilidade.
Michele Negrini e Roberta Roos

– Cinqüentenário da Globo expõe telejornalismo envelhecido.
Valquíria Aparecida Passos Kneipp e Dahiana Araújo dos Santos

 

XVI Mesa Coordenada da Rede Jortec – Formas de produção, financiamento, interação e avaliação do jornalismo digital
PROPONENTE: Carlos Eduardo Franciscato

TRABALHOS:

– Os sítios de redes sociais no processo de produção da notícia e seu uso no jornalismo sul-mato-grossense.
Gerson Luiz Martins e Victor Luiz Barone Junior

– Qualijor – sistema de gestão da produção jornalística orientado para a qualidade editorial.
Josenildo Luiz Guerra

– Jornalismo e o financiamento coletivo: uma agenda em construção.
Juliano Maurício de Carvalho e Samantha Sasha de Andrade

– A interatividade nas redes sociais como valor-notícia e critério de noticiabilidade.
Marli dos Santos

– Aspectos da pesquisa em jornalismo digital publicada em periódicos científicos brasileiros.
Carlos Eduardo Franciscato, Érika Oliveira Rodrigues e Leonardo de Vasconcelos Santos

 

XV Mesa Coordenada da Rede JorTec – Intersecções entre os subprojetos do Projeto de Pesquisa da Rede de Pesquisa Aplicada em Jornalismo e Tecnologias Digitais.
PROPONENTE: Walter Teixeira Lima Junior

TRABALHOS:

– Ferramentas e práticas utilizadas em produtos de Jornalismo e Tecnologia vencedores da Expocom (2010-2014).
Alessandra de Falco

– Transmídia, crossmídia e intermídia na grande reportagem multimídia. Um estudo das estratégias narrativas na série Tudo Sobre, da Folha de S. Paulo.
Elaide Martins e Raquel Longhi

– Tecnologia digital aplicada ao Jornalismo: relato de três experiências de desenvolvimento de software em universidades brasileiras.
Márcio Carneiro dos Santos, Rodrigo Botelho-Francisco e Marcelo Träsel

– Aplicabilidade de ferramentas de monitoramento de mídias sociais ao jornalismo.
Mirna Tonus

– Modificações nos processos de participação no Jornalismo Hiperlocal em função de dados locais, dispositivos móveis e visualizações em tempo real.
Rita Paulino e Walter Teixeira Lima Junior

 

Fundamentos teóricos do jornalismo: conhecimento, estética e noticiabilidade
PROPONENTE: Felipe Simão Pontes

TRABALHOS:

– A categoria singularidade e o jornalismo como forma de conhecimento: um debate sobre as bases hegelianas e lukacsianas da proposta de Adelmo Genro Filho.
Felipe Simão Pontes

– A estética de Lukács e o jornalismo como forma social de conhecimento: elementos para uma abordagem realista da práxis noticiosa.
Rafael Bellan Rodrigues de Souza

– Do Retrovisor ao Para-brisas: um percurso da noticiabilidade à estética jornalística.
Marcos Paulo da Silva

– Do que se trata a noticiabilidade.
Lia Seixas e Jussara Borges

– A Dupla Face das Teorias do Jornalismo.
Cristiano Anunciação

– Ser ou não ser jornalismo – Considerações para a investigação da essência dos periódicos.
Andriolli Costa

 

Telejornalismo em pesquisa: percursos, práticas e tensões
PROPONENTE: Edna de Mello Silva

TRABALHOS:

– 65 anos de televisão: o conhecimento do telejornalismo e a função pedagógica.
Alfredo Vizeu e Laerte Cerqueira

– Na tela da TV Tupi: marcas históricas do telejornalismo brasileiro.
Edna Mello

– Da rua para as telinhas: dimensão técnica/tecnológica do desenvolvimento histórico do telejornalismo brasileiro.
Ana Carolina Temer

– As narrativas dos programas de entrevistas como referência no telejornalismo em emissoras públicas.
Iluska Coutinho e Flávio Porcello

– Vidas em risco: imagens do tempo presente.
Célia Ladeira e Mônica dos Santos Galvão Maia

– Repórteres de telejornal: o perfil ditado pela Rede Globo em 50 anos de televisão.
Christina Musse e Cláudia Thomé

 

A precarização e o trabalho dos jornalistas brasileiros
PROPONENTES: Fábio Pereira e Jacques Mick

TRABALHOS:

– Dimensões teóricas do trabalho jornalístico em cenário de tensionamentos identitários e flexibilização: um esboço a partir dos processos comunicacionais e produtivos.
Rafael Grohmann

– Análise das competências do jornalista brasileiro diante da mudança no ambiente profissional provocada pela inserção das Tecnologias da Informação e Comunicação. Ana Carolina Kalume Maranhão, Dione Oliveira Moura e Daniela Favaro Garrossini

– Novos ‘arranjos econômicos’ alternativos para a produção jornalística.
Roseli Figaro e Cláudia Nonato

– A lei da terceirização e a precarização do trabalho jornalístico.
Aldo Antonio Schmitz

– A legitimação da multifuncionalidade: O caso dos repórteres multimídia no Grupo RBS (1999-2004).
Ângelo Augusto Ribeiro e Jacques Mick

– Os estágios e a construção da carreira jornalística.
Fábio Henrique Pereira

 

Mesa I – Coordenada de Narrativas – Convergências, inovações e tensões na contemporaneidade
PROPONENTE: Monica Martinez

TRABALHOS:

– Entre fato e ficção: Old Mr. Flood de Joseph Mitchell, personagens compostos e jornalismo.
Monica Martinez, Eduardo Luiz Correia e Mateus Yuri Passos

– A narrativa hipermídia longform no jornalismo contemporâneo.
Alciane Baccin

– ‘Parto dos anjos’: narrativa e transformações na produção do jornalismo impresso.
Edgard Patrício

– Blindagem Midiática: o questionamento comunicacional da mediação jornalística.
Ada Cristina Machado da Silveira

 

Mesa II – Coordenada de Narrativas – Reconfigurações, alteridade e diálogos na contemporaneidade
PROPONENTE: Marta Maia

TRABALHOS:

– Narrativas dramáticas: a cobertura política em revista.
Hila Rodrigues e Marta R. Maia

– Narrativas Fotojornalísticas: estudo comparativo do mapeamento dos artigos científicos apresentados nos congressos nacionais da Intercom (2010-2014) e SBPJor (2003-2014).
Diogo Azoubel

– Diante do olhar dos outros: aspectos sensíveis de uma política das narrativas midiáticas.
Thales Vilela Lelo

– O quarto narrador, a morte da editora e midiatização das narrativas.
Demétrio de Azeredo Soster

– “Tradução” versus “Transcriação” A narrativa jornalística e a (trans)codificação do(s) discurso(s) da ciência.
Maurício Guilherme Silva Jr.

 

Luciana Mielniczuk
Diretoria Científica SBPJor
Claudia Lago
Presidente SBPJor

21 setembro 2015

INSCRIÇÕES

Posts recentes

Comentários

Arquivos

Categorias

Promoção
Realização
Apoio
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com